Make your own free website on Tripod.com

Tupi.html
Home | portuguese language | basque language | Esperanto language | czeck language | languages | balinese, japavanese, tetum | tetum | okinawan language | vietnamese language | welch language | swiss german language | luxambourgish language | romanian language | vietnamese language | french language | other languages | Talk greek | maori language | hawaiian | hawaiian language and its history | learn hawaiian | Ainu | Balinese | Nhengatu | guarani | greelandic language | shona language | kimbundo language | Tok Pisin language | Hiri motu language | yucatec language | sesotho language | zulu language | ndebele language | apache language | cheyenne language | dakota language | cochimi language | quechua language | afrikaans language | eton language | jamaican patois language | luganda language | ibo language | yoruba language | hausa language | luvale language | malagasy language | LANGUAGE DICTIONARIES | sepedi language | somali language | icelandic language | faroese language | cornish language | maltese language | armenian language | swahili language | wolof language | yoruba language | albanian language | asturian language | basque language | breton language | galician language | gallo language | romani language | karelian language | ladino language | mingo language | navajo language | amuzgo language | Favorite Links | New Page Title
kimbundo language

Kimbundo Language

Enter subhead content here

Vocabulário Kimbundo/Kikongo

 

Kimbundo e Kikongo são linguas muito parecidas e que são utilizadas ainda nos dias atuais. O Kimbundo é atualmente o segundo idioma nacional em Angola, é considerado o mais antigo naquelas regiões. O Kikongo, também muito difundido, provém do Congo, sendo também falado em Angola, pois as duas línguas guardam semelhanças muito grandes, ao ponto de serem unidas no Brasil pelos escravos dos dois países. Abaixo coloco algumas palavras:

Abassá - casa.

Abatá - calçado.

Amaci - líquido resultante do suma das ervas socadas ou quinadas, e usadas na cabeça do iniciado com o fim de prepará-lo para a chegada do inkice.

Aruanda - lugar de residência dos inkices.

Azuela - fazer barulho, tocar os atabaques ou bater palmas com o fim de chamar os inkices.

Bamba - valentão.

Baquice - quarto de santo.

Calunga - o mar.

Canzuá - casa.

Cufar - morrer.

Curiá - beber.

Dibula - esteira.

Dijina - nome que recebe a pessoa após sua iniciação.

Engoma ( "ngoma" ) - atabaque.

Fundanga - pólvora.

Gudiar - comer.

Gunzo ou guzo - força, vigor ( como axé ).

Indaca - língua, boca.

Insaba - erva, folha.

Izala - fome.

Karoke - permissão. Saudação usasdas pelas pessoas que não estão cuidando das muzenzas antes de lhes dirigir a palavra.

Maianga ou maionga - banho sagrado.

Malembe ou maleme - perdão.

Menga - sangue.

Muila ou matubiá - vela.

Mukunã - cabelo.

Quendar - ir embora.

Quendé - vaso sanitário.

Quizila - poibições ritualísticas.

Taramésso - mesa.

Taramuséco - cama.

Unvula ( "nvula") - chuva.

Vumbe ou Vume - as almas dos mortos.

Zimbe - dinheiro ( também Acossí ).

 

 

voltar



Enter supporting content here